Evangelho no Lar

Seu encontro semanal com a espiritualidade

O Evangelho no lar é um recurso de extraordinária importância do qual se utiliza o Plano Espiritual Superior para sustentar seu grandioso trabalho de amparo a toda a humanidade encarnada e desencarnada. Ele é parte fundamental do tratamento de cura; de um lado a espiritualidade da Casa realiza o seu trabalho por meio de passes e cirurgias espirituais; de outro, o assistido deve fazer a sua parte – o evangelho no lar e a sua reforma íntima (moral).

Trata-se de uma reunião semanal, em que participam todos os integrantes da família, inclusive as crianças, e se estudam os ensinamentos de Jesus, normalmente com base no livro “O Evangelho segundo o Espiritismo”, de Allan Kardec, e/ou qualquer leitura edificante.

  • Determinar um dia da semana e horário específico para sua realização (duração de 20 minutos);
  • Reunir a família em um local confortável do lar;
  • Cumprir o roteiro ao lado.

  1. Preparar uma jarra ou copos individuais com água para ser fluidificada.
  2. Iniciar com uma prece de abertura espontânea, que deverá ser feita por um dos participantes. Faça uma oração simples, feita de coração rogando a companhia de Jesus e dos mentores espirituais.
  3. Ler, em voz audível, um breve trecho do livro “O Evangelho segundo o Espiritismo”, de Allan Kardec. Alternativamente pode-se utilizar algum outro livro que a sua religião indicar.
  4. Para melhor compreensão dos ensinamentos, o texto lido deverá ser comentado por aqueles que assim o desejarem.
  5. Realizar as vibrações, elevando o pensamento a Jesus e acompanhando, mentalmente, as vibrações proferidas por um dos participantes.
  6. Vibrações

    • Vibrando pela fraternidade, paz e equilíbrio de toda a humanidade;
    • Vibrando pela saúde dos enfermos, pela unificação das religiões, por nossos familiares e amigos;
    • Vibrando pelo reerguimento dos decaídos, pela reabilitação dos presidiários, por todos os trabalhadores do bem;
    • Vibrando pela harmonia nos lares desajustados, pela iluminação dos espíritos sofredores, pelo desenvolvimento espiritual da juventude;
    • Vibrando pela confraternização com os nossos desafetos, pela proteção aos idosos e crianças abandonadas;
    • Por fim, vibrando, com humildade, para cada um de nós mesmos.

  7. Solicitar à espiritualidade a fluidificação da água, para que nela estejam contidos todos os medicamentos necessários aos nossos corpos físico e espiritual.
  8. Realizar a prece de encerramento, agradecendo a Deus, a Jesus e aos mentores espirituais pela tarefa executada e pelas bênçãos recebidas. Cada participante deverá tomar a água fluidificada.

Prática semanal, sempre na mesma data e horário. Em caso de impedimento – como uma viagem, por exemplo – é preciso comunicar à espiritualidade com antecedência, no encerramento do Evangelho ou em prece, o local em que a reunião será realizada – mantidos o horário e o dia da semana usuais. Quando realizado fora do local usual, deve-se mentalizar o lar e cumprir a sequência habitual do Evangelho no lar.