Orientações para o Trabalho voluntário

Vamos trabalhar!

Condições básicas para ser voluntário na OAM

  • Ser maior de 18 anos ou, se menor de idade, ter autorização formal do responsável direto;
  • Ser legalmente capaz de praticar e responder pelos seus atos;
  • Não estar exercendo cargo político;
  • Ter disponibilidade de no mínimo 3 horas semanais consecutivas;
  • Identificar-se com a causa, Missão, Visão, Valores e objetivos da OAM.

Para os tarefeiros que desejarem realizar o trabalho voluntário espiritual, além dos itens acima, é necessário:

  • Autorização do Dr. Chan;
  • Realizar o Curso Doutrinário na OAM (mesmo que seja formado em outra instituição);
  • Realizar o trabalho com moradores de rua e a entrega de cestas básicas.

Manual do Voluntariado

Em breve disponibilizaremos uma nova versão do manual!

Áreas do trabalho voluntário

Nos dias de trabalho espiritual:

Trabalho Voluntário:
  • Recepção;
  • Acolhimento;
  • Entrega de Senhas;
  • Lanchonete (vendas);
  • Livraria (vendas);
  • Brechó (vendas);
  • Captação de Doações.
Trabalho Voluntário Espiritual:
  • Passe;
  • Trabalho Espiritual com Humanos;
  • Trabalho Espiritual com Animais;
  • Orientação do Evangelho;
  • Acolhimento Pós Cirúrgico;
  • Evangelização Infantil;
  • Terapia de Amor e Misericórdia.

Assistencial:

  • Logística de cesta básica (montagem de cesta básica e entrega de cesta básica);
  • Logística produção de fraldas (confecção de fraldas descartáveis, armazenamento e entrega de fraldas);
  • Irmãos em situação de rua (preparo dos lanches, entrega dos lanches, separação de roupas);
  • Escola CAAM (apoio educacional);
  • Brechó (separação das roupas, armazenamento e distribuição);
  • Ensino Profissionalizante (professor voluntário).

Direitos e Deveres

Prestar assistência a pessoas, família e comunidade é estabelecer uma relação de reciprocidade, de estabelecimento de vínculos que exige direitos e impõe deveres.

Direitos dos voluntários

  • Desenvolver o trabalho de acordo com as normas e regras da OAM/CAAM, bem como com os seus conhecimentos, experiências e motivações;
  • Ser respeitado e tratado com igualdade por toda a equipe e assistidos;
  • Ter acesso a programas de formação e educação continuada;
  • Receber apoio no desempenho do seu trabalho com acompanhamento e se necessário avaliação técnica;
  • Estar assegurado de um ambiente de trabalho favorável e em condições de higiene e segurança;
  • Participar nas decisões que dizem respeito ao seu trabalho;
  • Encaminhar aos coordenadores e líderes da atividade críticas, sugestões, reclamações e elogios;
  • Solicitar seu desligamento ou suspensão temporária das atividades a qualquer momento, com antecedência mínima de 5 dias.

Deveres dos voluntários

  • Preencher e assinar o Termo de Adesão ao serviço voluntário;
  • Manter sempre atualizado seu cadastro (endereço, telefone, e-mail);
  • Conhecer a legislação brasileira sobre voluntariado e as normas do voluntariado na OAM/CAAM;
  • Participar de reuniões, treinamentos e reciclagem, justificando com brevidade impossibilidade de participação;
  • Solicitar cópia da ata de reunião ou treinamento nos casos de não comparecimento das mesmas;
  • Assinar lista de frequência;
  • Apresentar-se no local devidamente uniformizado e utilizando crachá de identificação;
  • Ser assíduo e pontual nos dias e horários previamente estabelecidos;
  • Encaminhar à Coordenação os pedidos e comunicados de mudança de horário, falta, afastamento e/ou desligamento com antecedência mínima de 5 dias;
  • Registrar qualquer ocorrência surgidas durante o seu expediente no “livro de ocorrência” do setor;
  • Respeitar a vida particular e a dignidade da pessoa, bem como as convicções ideológicas, religiosas e culturais;
  • Guardar sigilo no que tange a assuntos confidenciais;
  • Usar de bom senso na resolução de assuntos imprevistos, informando os respectivos líderes dos trabalhos;
  • Atuar de forma gratuita e interessada, sem esperar contrapartidas e compensações; - Contribuir para o desenvolvimento pessoal e integral do assistido;
  • Respeitar a dignidade e liberdade dos outros voluntários, reconhecendo-os como pares e valorizando o seu trabalho;
  • Fomentar o trabalho de equipe, contribuindo para uma boa comunicação e um clima de trabalho e convivência agradável;
  • Facilitar a integração, formação e participação de todos os voluntários;
  • Zelar pelo patrimônio e imagem da OAM/CAAM;
  • Participar de campanhas da OAM/CAAM para mobilização de recursos, doações e/ou eventos.

Contato

Caso tenha alguma dúvida relacionada ao trabalho voluntario entre em contato no e-mail: voluntarios@oam.org.br.