Nossa história

Caridade é verbo
2015

O ano começou com uma série de recordes e marcos importantes para a OAM:

  • 20 mil fichas cadastradas e mais de 150 mil atendimentos espirituais presenciais.
  • 700 pessoas assistiram ao 15º Workshop Inter-religioso - "Pedagogia e Religiosidade", com a exposição de 12 representantes religiosos.
  • O JOTA realizou sua primeira viagem e atingiu o número de 50 membros.
  • 76 alunos matriculados na creche e pré-escola.

2014

Seguindo seus objetivos de cura e saúde do homem integral, a OAM lançou projeto que visa arrecadar fundos para a construção de um hospital beneficente que atenderá Embu das Artes e região. Será especializado em doenças neurológicas degenerativas em crianças e idosos, terá como diferencial a promoção do convívio destes pacientes num mesmo espaço físico, além de unir ciência com religião.

O segundo livro da OAM foi lançado com o título “O Ser Humano, Espiritualidade e Inclusão no Ambiente Corporativo”. A obra traz reflexões e exemplos de superação na trajetória das pessoas com deficiência, desde a gestação até sua inclusão e desenvolvimento de carreira no ambiente corporativo.

2013

Em agosto ano foi inaugurada, na própria sede da OAM, sua creche e pré-escola. Em tempo integral e totalmente gratuita à população, seu projeto educacional foi baseado na pedagogia de Jesus, do amor, da compaixão e misericórdia.

Em novembro foram iniciados os tratamentos espirituais aos animais. E no final do ano, foi lançado o primeiro livro da OAM “O Ser Humano e a Espiritualidade no Ambiente Corporativo” idealizado a partir dos cursos, palestras e workshops realizados pela casa, com foco no diálogo inter-religioso e na valorização do ser humano através da conduta ética e moral em equilíbrio com o trabalho e a geração de resultados.

Os trabalhos assistenciais da OAM, principalmente com auxílio a moradores em situação de rua, foram sendo expandidos para outras cidades como Cotia, São Paulo e Osasco.

2012

A nova sede da OAM foi inaugurada em janeiro, com cerca de 3.000m² de edificações em terreno de 10.000m² que permanece até hoje. Também em janeiro deste ano, foi criado o braço assistencial da OAM, a CAAM – Casa Assistencial do Amor e Misericórdia.

A OAM iniciou a primeira turma de seu Curso Doutrinário, formatado pela Casa em conjunto com a Sociedade Espírita de Cotia (SEC), baseado no material da Federação Espírita Brasileira (FEB), o Estudo Sistematizado da Doutrina Espírita (ESDE), ministrado por instrutores da própria SEC e frequentado por cerca de 200 alunos.

Atendendo presencialmente nas cirurgias espirituais cerca de 3.000 pessoas por mês – dados de abril – a OAM ampliou também seus trabalhos assistenciais. Começou a produzir fraldas descartáveis infantis e geriátricas destinadas aos assistidos por entidades apoiadas pela Casa, iniciou o trabalho de atendimento aos moradores em situação de rua de Embu das Artes, com a distribuição diária de alimentos, cobertores, roupas e calçados.

Em agosto do mesmo ano, foi lançado o JOTA (Jovens Obreiros Trabalhando com Amor), grupo de jovens voltado aos trabalhos assistenciais e a inter-religião.

A antiga sede da OAM, conhecida como “Casinha” foi transformada em lar para ex-moradores de rua com capacidade para seis pessoas. Foi concebida para permitir que eles também trabalhem no mesmo espaço, com horta, pomar, criação de galinhas, e é uma obra voltada para a recuperação e reinserção social de seus moradores, onde acontece o Evangelho no Lar diariamente.

2011

Devido à grande procura, os atendimentos aos assistidos passaram a acontecer às sextas-feiras e aos sábados e, posteriormente, também às terças-feiras. Novos tarefeiros chegaram, com novos mentores médicos espirituais. Os trabalhos assistenciais começaram com a entrega de cestas básicas a famílias em Embu-Guaçu.

Visando o aprimoramento dos seus tarefeiros, a OAM convidou especialistas que ministraram palestras abordando, principalmente, temas espirituais e da área da saúde. Neste mesmo ano, a OAM organizou seu primeiro Workshop Inter-Religioso contando com seis líderes das religiões Católica, Espírita, Mormon, Seicho No Ie, Sukyo Mahiraki e Umbandista. Foi um momento marcante para a casa, que passou a organizar este tipo de evento trimestralmente em busca do Amor Universal e do respeito às diversas religiões.

Em julho de 2011, a OAM obteve, em regime de comodato, o terreno da antiga instituição Casa do Caminho para montar sua nova sede.

2010

A OAM começou suas atividades internas com 15 tarefeiros.A construção inicial tinha 42m², com piso de terra, sem janelas, portas ou bancos. Em abril daquele ano, iniciaram-se os atendimentos ao público externo, inicialmente aos domingos para cerca de 30 assistidos e com o aumento de público expandindo para as sextas-feiras. Próximo da época do Natal, a casa já ultrapassava 100 atendimentos num único dia.

2009

O médico pediatra Nilton Zebrak, junto a um grupo de amigos, iniciou os preparativos para a criação de uma casa espírita voltada a cura do corpo e da alma. Por ordem de seu mentor espiritual Dr. Chan, com quem Nilton já trabalhava em outros centros espíritas desde 2003, e de Irmã Dulce a nova casa deveria se instalar numa região onde a natureza ainda estivesse preservada, mais especificamente no bairro de Itatuba, em Embu das Artes. O grupo reunido adquiriu um terreno de 2.700 m² onde foi erguida a primeira sede da OAM, apelidada “Casinha”.